Por vezes as convenções sociais nos obrigam a aceitar fatos e coisas das quais não estamos confortáveis. Uma das habilidades mais transformadoras — tanto no profissional quanto no pessoal (SILVA, Fausto) — é aprender a dizer “não” para o que não vai de encontro com os nossos objetivos e crenças. Essa pequena palavra pode ser libertadora.

Na maioria das vezes o “sim” é mais fácil e confortável do que o “não”.

Você trabalha numa grande empresa e depois do trabalho todos vão para um happy hour. Você não está afim. Quer ir pra casa e ficar com sua família. Ficar com as pessoas que você realmente ama e se importa. Pela convenção social, seja por medo de ser colocado de lado no grupo ou por não querer ser o único a não ir no tal evento, você diz “sim”. Os minutos não passam. Você ri de piadas sem graça. Acena com a cabeça para histórias que você não quer ouvir e nem prestou atenção, já que seu pensamento está em outro lugar. Já se passam 3 horas. Você pensa que perdeu 3 horas da sua vida.

Pense que nosso tempo é limitado. Nossa vida é limitada. De 3 em 3 horas desagradáveis, imagine a quantidade de vida desperdiçada durante 1 ano com coisas que você queria ter dito “não”?

Em meu último texto falei sobre criar hábitos. Para criar um hábito você precisa de uma meta. Para alcançar a sua meta você precisa dizer “não” para aquilo que não vá de encontro ao seu objetivo e lhe faça perder o foco.

“Precisa conseguir falar ‘não’ pra agenda das outras pessoas e focar na sua. ‘Não’ para todas as distrações que vão acontecer ao seu redor e automaticamente falar ‘sim’ pros seus maiores objetivos. Sempre vão surgir propostas, vontades, oportunidades, mas não dá pra gente querer abraçar o mundo, infelizmente. Por isso, não adianta você embarcar em toda oportunidade que aparecer… você tem sempre que pensar se isso afeta sua meta maior, se vale a pena dividir seu foco e sua energia com outra coisa”. (GOFFI, Gabriel)

Isso faz sentido pra você?

Quando entendi esse conceito ao ler as biografias de Steve Jobs e Warren Buffett e, mais recentemente, com os vídeos de Erico Rocha e Gabriel Goffi, passei a ser mais feliz comigo mesmo. Inevitavelmente durante o dia você terá que fazer coisas que não gosta ou que não estão de acordo com seu objetivo maior apenas por obrigação, mas, quando tiver a opção de dizer “não” para aquilo que não lhe faz feliz, diga sem medo. Pare de sofrer por antecipação.

Naquele exemplo do happy hour provavelmente estaria tudo bem entre você e seus colegas no dia seguinte. Nossa mente nos prega peças. Passamos boa parte da nossa vida tentando ser aceitos. A sociedade nos molda para isso, não pense que o problema é com você. Mas, quando você tem consciência de onde quer e pode chegar, cabe apenas a você decidir qual caminho trilhar.


Faça parte do meu grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!

28 anos, catarinense, escritor, empreendedor, growth hacker, guitarrista frustrado, marido da Laís. Eleito pelo LinkedIn como o terceiro brasileiro mais influente da rede em 2016.

  • Eu digo não quando se faz necessário !

  • Joaquina

    muito bom, e tem muito haver comigo por ser quieta e gostar de coisas diferentes as vezes é difícil dizer não,so para não ser chamada de anti-social, ainda luto para dizer não quando necessário,

    • Por muito tempo também fui tido como antisocial, Joaquina! Hehe! Obrigado pelo comentário!

  • Colega Marcos

    Ótimo artigo Matheus!!
    Muitas vezes nos culpamos mesmo por não participar dessas atividades extras após o expediente e parece que existe sempre uma pressão em ser aceito, em participar de tudo, em estar envolvido. Sempre procuro fazer meu máximo no horário de trabalho, porém passo muitas horas trabalhando com as mesmas pessoas e longe da família. A família pra mim e o contato com estes são onde desejo disponibilizar o máximo de mim. O trabalho é só trabalho e uma forma de pagar as contas, apenas isso.
    Um abraço!

    • Bacana seu depoimento, Marcos! Mas, acredite: o trabalho pode ser muito mais que isso. Parece clichê, mas talvez você deva procurar algo que goste e pensar em maneiras de ganhar dinheiro com isso! Obrigado pelo comentário!