Blog

  • Home

O som do trompete de Chet Baker ecoa pelo charmoso apartamento 810 do número 99 da Huaykaew Road, em Nimman, o bairro dos nômades digitais em Chiang Mai, na Tailândia. Enquanto as pessoas se veem obrigadas a mudar suas rotinas e a economia global colapsa lá fora, aqui dentro penso em como sou privilegiado enquanto escrevo essas linhas.

Desde o início de 2017 tenho o privilégio de trabalhar 100% de forma remota. Minha profissão me permite, meus clientes e alunos nunca viram problema. Funciona pra mim, funciona pra eles. Todo mundo sai ganhando.

Sempre fui um grande defensor e entusiasta deste formato de trabalho pelos mais diversos motivos –– do tempo economizado com deslocamentos ao aumento do nível de produtividade.

A discussão agora, no entanto, não é mais sobre prós e contras do trabalho remoto: estamos falando de saúde pública.

Desde que o coronavírus (COVID-19) foi considerado pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS) diversas empresas ao redor do mundo se viram obrigadas a liberar seus funcionários para fazer home office. O problema é que muitos deles não estão habituados a trabalhar de casa.

Essa é a hora de nós, que temos experiência com trabalho remoto, ajudarmos outros profissionais com dicas úteis –– e não fazermos piadinhas do tipo “eu avisei”, como já vi no LinkedIn, inclusive.

Eu mesmo, lá em 2017, não estava preparado para as particularidades do trabalho remoto. Sofri muito no meu primeiro mês trabalhando em home office. Por isso, resolvi revisitar e adaptar um artigo meu de março de 2018 onde conto do meu primeiro ano trabalhando remotamente.

Confira 7 dicas simples para você ser mais produtivo durante a quarentena –– e depois dela, caso você seja liberado para continuar trabalhando em home office.

1 – Crie uma rotina

Minha maior dificuldade quando comecei a trabalhar remotamente foi a rotina. Se antes estava acostumado a ter horários fixos para cada coisa, incluindo o trabalho, agora teria, em tese, todo o tempo do mundo. Teria.

O que percebi é que se você não tem horários definidos é muito fácil se dispersar e não fazer o que tem que ser feito. Outro risco é trabalhar demais. Nas primeiras semanas, por trabalhar com o que gosto, cheguei a trabalhar 12h por dia – muito mais do que a jornada tradicional. E isso, claro, não é saudável.

A dica para criar seu expediente é descobrir em qual horário você rende mais –– isso, claro, se não precisar ter reuniões virtuais com a sua equipe durante o expediente. No meu caso, optei por fazer todo o trabalho criativo pela manhã e resolver o restante durante a tarde. Tem funcionado desde então.

2 – O ambiente faz toda a diferença

Trabalho remoto em tempos de pandemia: 7 dicas para você ser mais produtivo

Esqueça o estereótipo de trabalhar de pijama na cama. Acredite, isso não é nada produtivo. O trabalho tem que parecer trabalho.

Escolha um cômodo da sua casa para ser o seu escritório. Além de “parecer trabalho”, ter um ambiente próprio para trabalhar dentro de casa faz com que os outros cômodos não lhe remetam ao seu ofício diário –– sim, essa separação deve existir.

3 – Use e abuse de ferramentas online

Ah, mas como vou gerenciar meus projetos e/ou minha equipe?

Olha, existem diversas ferramentas e softwares para você fazer qualquer coisa online.

Os principais que uso hoje em dia são o Notion (para organização e acompanhamento de projetos), o Slack (para comunicação), o MailChimp (para automações e e-mail marketing) e o Skype (para videochamadas).

4 – A música pode ser uma grande aliada

Estudos mostram que a música no ambiente de trabalho aumenta a produtividade. Então, se você trabalha em casa, nada melhor do que escolher sua própria trilha sonora.

Essa é a playlist que escuto por aqui.

5 – As distrações serão suas maiores inimigas

Se, por um lado, a música pode ser uma grande aliada, as distrações serão suas maiores inimigas.

Uma das grandes reclamações de quem trabalha de forma remota é a solidão. Por vezes me peguei no meio do expediente conversando com algum amigo pelo WhatsApp. A dica é desativar as notificações enquanto estiver trabalhando ou colocar o celular em “modo avião”.

As redes sociais também podem ser um buraco negro para a sua produtividade, então, tome muito cuidado!

6 – Não fique disponível o tempo todo

Essa, na minha opinião, é uma das partes mais complicadas de se gerenciar e que, se você não o fizer de maneira eficaz, perderá muito em termos de produtividade.

Como você trabalha de forma remota, seus amigos, familiares e clientes podem julgar que você “não faz nada” o dia inteiro. Sério. Então, estabeleça limites.

Nada de atender clientes fora do seu expediente ou ficar de papo com amigos e/ou familiares durante o horário de trabalho. Deixe isso bem claro para todos que fazem parte da sua vida.

7 – Fique em casa!

Se a sua empresa lhe liberou para trabalhar de casa, fique em casa até a pandemia do coronavírus ser controlada. Aproveite o seu privilégio e não coloque a sua vida e a de outros em perigo.

Sou um escritor que vive pelo mundo e conta histórias. Autor do livro "Nômade Digital". LinkedIn Top Voice (2016).