Cada vez mais pessoas tem migrado para o home office. Muitas funções hoje podem ser executadas remotamente. São tantas as ferramentas disponíveis online que, para algumas atividades, bater o ponto e ficar 08h30 “preso” num escritório não faz sentido.

Mas, nem tudo são flores no mundo encantado do home office. Trabalhar em casa, além do conforto, aumenta a flexibilidade. E é aí que muitos nômades digitais caem na armadilha do “eu vou fazer isso mais tarde“. O excesso de flexibilidade pode se tornar um inimigo da produtividade.

Você quer trabalhar ou já trabalha em casa? Confira essas dicas para que suas atividades não sejam prejudicadas pelas inúmeras distrações que podem aparecer.

Comece imediatamente

Não procrastine. Já falei aqui sobre os três hábitos matinais que aumentaram significadamente minha produtividade. Acorde, prepare-se e comece a trabalhar. Inicie seu trabalho pelas atividades mais importantes e não se distraia com redes sociais ou com o WhatsApp.

Finja ir ao escritório

Embora você esteja em casa, lembre-se que está trabalhando. É importante ter uma rotina. Acorde, tome banho e vista-se. Nada de ficar o dia todo de pijama! Trabalhar na cama, então, nem pensar! Acredite, isso vai diminuir a sua produtividade.

Tenha um espaço para chamar de escritório

Trabalhar deitado na cama ou no sofá é tentador, mas, não faça isso! Tenha um espaço para chamar de escritório. Se você tiver um ambiente só pra isso, ótimo! Isso vai te ajudar a entrar no “modo trabalho”. Ficar em lugares mais aconchegantes, como uma cama ou um sofá, o tornará menos eficiente e será mais difícil para o seu cérebro fazer a distinção entre trabalho e prazer.

Crie um cronograma

Ter uma agenda para o horário de trabalho com um tempo para o almoço e pequenos intervalos, por exemplo, é crucial para um dia produtivo trabalhando em casa. Ter uma lista de coisas a fazer lhe ajudará a manter o foco e realizar o que deve ser feito.

Estabeleça limites

Talvez o ponto mais importante para se trabalhar em casa e ser produtivo seja estabelecer limites. Certifique-se de que seu cônjuge e/ou filho(os) não o incomodem (no bom sentido, claro) enquanto você está trabalhando. Lembre-se de quando você trabalhava num escritório convencional. Sua família não estava lá com você (na maioria dos casos, pelo menos), né? O mesmo vale para o home office. Porém, não deixe o trabalho tomar seu tempo livre. Se você tem boas ideias, anote-as para mais tarde, mas tenha um tempo para relaxar. Só porque seu escritório fica na sala ao lado não significa que você tem que trabalhar 24 horas por dia.

Use plataformas colaborativas

Com o surgimento de aplicações baseadas na nuvem, ficou mais fácil trabalhar de casa mesmo quando se faz parte de uma equipe. Tempos atrás escrevi aqui sobre alguns apps e ferramentas que os empreendedores deveriam conhecer. Dê uma olhada naquela lista. Alguns apps como Slack, Evernote e Dropbox fazem muita diferença para quem trabalha em casa.

Saia de casa pelo menos uma vez ao dia

Das 08h às 11h30 trabalho em casa. Minha rotina inclui acordar cedo e me exercitar antes de iniciar minhas atividades. Isso inclui uma caminhada. Ar fresco e interações offline podem fazer maravilhas para a sua produtividade. Já tive grandes insights enquanto caminhava antes do trabalho. Sem contar os benefícios físicos e mentais da prática de exercícios.

E você?

Você trabalha remotamente para alguma empresa? É um nômade digital? Faz freelas? Tem seu próprio empreendimento digital? Que dicas você daria para as pessoas que querem trabalhar ou já trabalham em casa? Escreva nos comentários!


PS: Muitos de vocês me adicionaram em meu perfil pessoal no Facebook. Adicionei algumas pessoas, mas as solicitações continuaram aumentando e tomei a decisão de criar uma fanpage. Isso facilita para os dois lados. Vocês não precisam ver minhas postagens pessoais e eu posso ter um controle de público. Por isso, peço que curtam minha página. Basta clicar aqui para acessá-la.


Faça parte do meu grupo fechado de dicas por e-mail clicando aqui. É grátis!

28 anos, catarinense, escritor, empreendedor, growth hacker, guitarrista frustrado, marido da Laís. Eleito pelo LinkedIn como o terceiro brasileiro mais influente da rede em 2016.