Entre 2007 e 2015 a série Mad Men foi um sucesso mundial. Confesso que comecei a assistí-la após seu fim (estou assistindo a quarta temporada no momento) e por pouco não a larguei após os primeiros 12 episódios. Porém, assim como aconteceu com Breaking Bad, pensei o seguinte: uma série que foi tão longe e que recebeu tantos prêmios não pode ser ruim. E ainda bem que lhes dei uma segunda chance — e aqui falo das duas séries.

Ambientada nos anos 1960 e com uma atmosfera pesada, seu roteiro é provavelmente o que há de melhor na televisão da última década. Temas complexos como machismo, o papel das mulheres na sociedade, racismo e orientação sexual são abordados com uma profundidade que prende os telespectadores. Sem mimimi.

Assim como em Breaking Bad, ou como em House of Cards, o personagem principal da trama é um anti-herói — um cara com, digamos, um desvio de caráter. O publicitário Don Draper é a encarnação das agências de publicidade da Nova York dos anos 1960. Seu personagem, inclusive, é baseado em George Lois, figurão da Madson Avenue daquela época famoso por suas frases de impacto recheadas de ironia e sacadas inteligentes prafrentex.

Embora sua vida pessoal seja um completo desastre, uma constante que não pode ser ignorada é o feeling de Don para os negócios. Por mais que a série seja ambientada numa era bem diferente da nossa — os caras nem tinham internet —, o modo de pensar do nosso anti-herói traz algumas lições importantes que devemos nos atentar em nossos negócios. Separei sete.

1 – Concentre-se na necessidade por trás da necessidade

Há sempre uma razão pela qual um cliente em potencial pode abordar você e sua empresa. Pode ser uma necessidade de produção de conteúdo, um logotipo, um suporte de TI confiável ou algum tipo de software. O que muitas vezes passa despercebido, porém, é a importância de olhar para o que um cliente está pedindo e identificar a necessidade por trás da necessidade.

Por que uma empresa está em busca de um suporte de TI? Talvez eles tenham tido problemas no passado com outra empresa do setor. Reconhecer a verdadeira fonte de necessidades de um cliente é a única maneira de realmente fornecer-lhes o produto ou serviço que é certo para eles.

2 – Lembre-se do verdadeiro propósito da publicidade

Sem publicidade não existe sucesso. Mesmo se o que você está oferecendo seja da mais alta qualidade, ninguém vai contratar o seu serviço ou comprar o seu produto se não souber do que se trata.

O que diferencia Don dos demais é que ele tem um forte controle sobre o verdadeiro propósito da publicidade — que não significa, necessariamente, tentar provar a um público que eles precisam de algo, mas sim que o algo lhes trará felicidade.

É basicamente o que diz uma das célebres frases de Steve Jobs: “As pessoas não sabem o que querem, até mostrarmos a elas“.

3 – Abrace as mudanças

Se há um aspecto da vida que quase todos podem concordar é que a mudança é inevitável. É uma constante nos relacionamentos, nos negócios e em todas as áreas das nossas vidas.

Às vezes, uma mudança pode parecer boa, enquanto outras vezes pode parecer prejudicial. A coisa mais importante a lembrar é que a mudança não é necessariamente boa ou má; Apenas é.

Não importa o tipo de mudança que ocorra, nós, seres humanos, temos uma capacidade de adaptação sensacional. A história nos mostra. Tenha isso em mente na próxima vez que viver este dilema.

4 – Não se esqueça do tête-à-tête

Temos muito mais meios de comunicação hoje em dia do que na época de Don Draper. Para os negócios isto é algo fantástico. Em questões de segundos você consegue falar com alguém do outro lado do mundo. Porém, também existe a parte negativa.

A comunicação virtual se tornou um padrão e muitos profissionais acreditam que não precisam mais agendar reuniões presenciais. Tudo é feito via Skype. E isso, de certa forma, é ótimo. É uma forma, inclusive, de se reduzir custos. Porém, a importância de uma conversa tête-à-tête nunca deve ser esquecida, já que pode se tornar uma grande influenciadora num processo de decisão.

5 – Não deixe que seus relacionamentos interfiram em sua carreira

Qualquer um que tenha assistido Mad Men sabe que a maior parte dos problemas de Don está relacionada aos seus relacionamentos. Alerta de spoiler: As trapalhadas de Don com sua ex-mulher, Betty, por exemplo, quase custaram sua carreira.

É importante lembrar que certos relacionamentos podem ser tóxicos. Tenha alguém do seu lado que te apoie e que lhe dê suporte quando necessário.

Se você sente que seu relacionamento está afetando sua carreira de forma negativa, talvez seja a hora de conversar com o(a) seu(ua) parceiro(a).

6 – Pense como seus clientes

Uma coisa que é constante no estilo de trabalho de Don é que ele reconhece a importância de pensar como seus clientes. Entrar nas cabeças do seu público alvo influenciará diretamente como você constrói uma campanha.

Pergunte a si mesmo: “Se eu fosse um consumidor, por que eu iria querer comprar isso? “

Isso pode te levar a novos questionamentos e objeções, mas é dessa forma que uma campanha de sucesso é desenvolvida.

7- Delegue tarefas, mas não fuja da responsabilidade

Liderar uma equipe pode ser um dos aspectos mais difíceis para um profissional de sucesso. Além de problemas comuns de relacionamento que podem surgir, um líder tem que ter em mente que é o único responsável pelo resultado final de um projeto. Se as coisas não acontecerem do jeito que você espera, não pode apenas culpar as pessoas que estão trabalhando para você. Você deve assumir sua responsabilidade.

Delegar tarefas é uma ótima maneira de focar no que realmente interessa, mas nunca se esqueça que no final do dia o sucesso ou não naquela atividade será sua responsabilidade.

Bônus

Muito se fala hoje sobre marketing de nostalgia. Pois bem, vejam este case de Don com a Kodak. Ele não estava vendendo uma câmera ou um carrossel de slides, mas sim a nostalgia de reviver os momentos com seus familiares.

27 anos, catarinense, escritor, empreendedor, growth hacker, guitarrista frustrado, marido da Laís. Eleito pelo LinkedIn como o terceiro brasileiro mais influente da rede em 2016. Sócio do Crush Design — uma das 100 startups mais inovadoras do estado de Santa Catarina.

  • Hyerohydes Gonçalves Dos Santo

    Grato, Mateus de Souza, por esse artigo e pelos ensinamentos positivos que ele produz. Parabéns e um grande abraço fraterno!

  • Andre Teodosio

    Muito bom!

  • Rose Picinato Ribeiro

    Muito esclarecedor! Abriu meus olhos para algumas coisas que não tinha identificado ainda. Obrigada!

    • Fico feliz que tenha gostado, Rose! Muito obrigado pelo comentário!

  • Igor Scherer

    Bom artigo, Matheus…

    Gostei principalmente das lições 3 e 5!

    Realmente, nada mais positivo quando você tem uma pessoa ao lado que te motiva e te faz querer sempre melhorar.