“Eu sou muito velho para aprender inglês”.

“Eu não tenho tempo para estudar”.

“É tarde demais para eu aprender programação”.

Você provavelmente já ouviu frases como estas. Especialmente quando a idade é colocada como impeditivo para se realizar algo.

A questão é: você nunca estará velho demais para aprender algo.

Aprender algo novo é uma maravilha para o seu cérebro. Pense nele como um músculo que precisa tanto de exercícios quanto o seu bíceps. Continuar aprendendo é uma maneira fantástica de manter a saúde mental durante a velhice.

Numa era onde temos todo o tipo de informação na palma das nossas mãos, ficou muito mais fácil aprender sobre determinado assunto. O conhecimento está disponível para todos que tenham uma conexão com a internet, sua motivação é quem determinará sua curva de aprendizado.

A grande sacada é que, hoje, o conhecimento não tem que estar numa sala de aula tradicional. Como boa parte das pessoas da minha idade, sempre que me matriculava num curso, minha real motivação era ter um certificado. De uns tempos pra cá desencanei disso. Me preocupo apenas com o conhecimento. Já fiz vários cursos online que não emitem certificados, por exemplo. E, além disso, tenho aprendido muito com canais do YouTube e podcasts — não em cursos propriamente ditos.

Agora, se você não se acha velho para aprender algo novo e tem disciplina suficiente para estudar de forma remota, tenho algumas sugestões de onde começar — e de forma gratuita.

Quer aprender um novo idioma? Duolingo.

Quer aprender a tocar um instrumento? TV Cifra.

Quer aprender a escrever para web? Escreva para Web.

Quer aprender sobre marketing digital? HubSpot.

Quer aprender sobre marketing de conteúdo? Rock Content.

Quer aprender a programar? Khan Academy.

Quer aprender como funciona o Google AnalyticsAnalytics Academy.

Quer fazer cursos variados de universidades de renome internacional? Coursera ou Veduca.

Nunca houve um melhor momento para o aprendizado. As opções são variadas e estão por toda a parte. A pergunta é: o que você quer aprender?

***

PS: Muitos de vocês me adicionaram em meu perfil pessoal no Facebook. Adicionei algumas pessoas, mas as solicitações continuaram aumentando e tomei a decisão de criar uma fanpage. Isso facilita para os dois lados. Vocês não precisam ver minhas postagens pessoais e eu posso ter um controle de público. Por isso, peço que curtam minha páginaBasta clicar aqui para acessá-la.

***

Faça parte do meu grupo fechado de dicas por e-mail clicando aqui. É grátis!

28 anos, catarinense, escritor, empreendedor e freelancer em marketing digital. Eleito pelo LinkedIn como o terceiro brasileiro mais influente da rede em 2016. Escreve também no HuffPost e no Transformação Digital.

  • concordo! o tempo passa muito depressa!

  • iridis13

    A minha cara 🙂