A leitura é um dos melhores investimentos que qualquer pessoa pode fazer em si mesma. Seja jornais, revistas, livros, blogs ou quaisquer outros meios de comunicação, o hábito da leitura pode ser útil para aumentar nosso repertório de conhecimento e contribuir para formar novas ideias. E os livros são, ainda hoje, uma das melhores formas de captar e interpretar o mundo em que vivemos. Principalmente quando tantos bons escritores e escritoras se dedicam a isso.

Todo começo de ano é um bom momento para refletir sobre o que nos aguarda e nos prepararmos. O que os próximos meses reservam para você? Uma promoção no trabalho? Um lar novo com alguém amado? Uma perda na família? Tudo é possível. E a boa literatura pode ser uma maneira prazerosa e reflexiva de lidar com tudo isso. Por isso, contar com bons livros, no momento que for, é essencial para levar uma vida mais tranquila e saudável, tanto fisicamente quanto emocionalmente.

Por isso, a seguir indico três livros incríveis que podem ajudar você a entender e se preparar para o que o Brasil e o mundo nos reservam para os próximos meses. 

O Conto da Aia, de Margaret Atwood

Um dos livros que mais tem dado o que falar nos últimos anos, O Conto da Aia foi publicado pela primeira vez em 1985 e ganhou destaque com a recente série de TV que a adapta. No romance distópico, um regime totalitário e fundamentalista se instaura e obriga as mulheres que podem reproduzir a serem aias. Sua função é servir às famílias mais poderosas e gerarem filhos para elas. Com o poder sendo controlado somente por homens, o restante das mulheres é obrigado a ficar em casa, proibidas de lerem ou interferir com qualquer outro assunto que não seja doméstico. Um retrato amedrontador do que a sociedade pode se tornar. 

A Revolução dos Bichos, de George Orwell

Neste que é um dos livros mais famosos de George Orwell, que escreveu também o clássico distópico 1984, o autor se usa de alegorias para criar um quadro da sociedade de sua época. Nele, os animais se revoltam e tomam a fazendo em que vivem à força, expulsando seu dono. Seu objetivo é criar uma sociedade em que todos os animais são iguais e têm os mesmo direitos e obrigações. Mas logo alguns animais se mostram mais autoritários e deturpam seu objetivo inicial. O final amargo da obra é um aviso preocupante sobre em quem podemos confiar para nos liderar.

O Apanhador no Campo de Centeio, de  J. D. Salinger

Outro clássico que não podemos deixar de citar e que é capaz de nos fazer refletir sobre nossa sociedade é O Apanhador no Campo de Centeio, do escritor americano J. D. Salinger. Nele, o autor aborda temas tipicamente adolescentes que nos incomodam em algum momento da vida, como confusão, angústia, alienação, linguagem e rebelião. Seu sucesso entre os jovens foi tão grande que o protagonista e anti-herói da obra, o personagem Holden Caulfield, se tornou um ícone da rebelião adolescente. É um livro atemporal, que tem a capacidade de nos fazer refletir em qualquer momento da vida.

matheusdesouza.com | 2013-2019 | Feito com ❤️ ao redor do mundo. Mantido à base de ☕️.