Na maioria do tempo estamos focados em “que?” e “como?“.

  • No que estou trabalhando?
  • O que estou criando?
  • Como é que vou fazer isso?
  • Como vou cumprir o prazo?

Durante muito tempo estive mais preocupado com o que eu precisava fazer e se tinha tempo para fazê-lo sem ao menos me perguntar o porquê de estar realizando aquela tarefa. A razão por trás da ação.

A verdade é que desperdicei uma tonelada de tempo com tarefas que não estavam alinhadas com o meu propósito — novamente a razão.

Sabe quando você faz algo no piloto automático simplesmente porque na sua cabeça você tem que fazer aquilo? Por exemplo: eu publicava uma foto por dia no Instagram e quebrava a cabeça pesquisando por hashtags que aumentassem o alcance das publicações. Essa tarefa tomava, no mínimo, trinta minutos da minha manhã. O problema é: meu público não está lá. O tempo que eu investia no Insta poderia ser utilizado para criar uma publicação no LinkedIn, principal fonte de tráfego do meu blog.

Será que isso faz sentido pra você?

Hack #03

Eu sei que você já ouviu isso antes, mas, estar ocupado ser produtivo são coisas diferentes. Vou te explicar o hack #03 da série Hacks de Produtividade em 04 passos.

Passo 01: Saiba seu objetivo final

Produtividade significa que você está fazendo e realizando coisas que te impulsionam pra frente. Para uma empresa criativa, isso pode se traduzir em tarefas que movam seus negócios em direção à sua visão. 

Passo 02: O que você está fazendo para atingir seu objetivo final?

O segundo passo é fazer uma lista de tudo o que você precisa fazer a cada dia, cada semana, cada mês para que seu objetivo seja alcançado. Parece simplista — e de fato é —, mas funciona como um motivador visual.

Passo 03: Isso te ajuda a alcançar seu objetivo final?

É o caso do meu Instagram. Aquilo não estava me ajudando e tomava um tempo precioso da minha manhã. Agora que você tem uma lista de tarefas, o próximo passo é escrever o porquê você irá realizar aquilo. Novamente, a razão por trás da ação.

Passo 04: Ação!

Não adianta planejar, planejar, planejar e não executar, não é mesmo? E essa é uma parte difícil — pelo menos pra mim. Tenho prazer em criar planejamentos, listas e tudo mais, mas sempre tive alguma dificuldade em tirar meus projetos do papel. Isso mudou quando estabeleci uma rotina após executar os passos acima. Livre-se das ações que você identificou como não produtivas e encontre tempo para as tarefas que lhe deixarão mais próximo do seu objetivo final.

28 anos, catarinense, escritor, empreendedor, growth hacker, guitarrista frustrado, marido da Laís. Eleito pelo LinkedIn como o terceiro brasileiro mais influente da rede em 2016.

  • É uma pergunta e tanto.

  • Matheus, você poderia disponibilizar modelos de planilhas de planejamento? Sei que ela seria específica para as suas atividades, mas talvez sirva como base para muitos de nós!

    • Olá, Juliana! Agradeço o comentário, porém, não utilizo planilhas. Uso os apps Evernote, Slack (integrado ao Trello) e Google Agenda para me organizar.