Estiloso. Retrô. Sexy. Nostálgico.

Esse é Everything You’ve Come to Expect, sucessor do elogiadíssimo The Age of Understatement, lançado no já longínquo 2008.

Alex Turner (Arctic Monkeys) e Miles Kane amadureceram desde então. Não são mais dois garotos em ternos alinhados. O visual não foi a única coisa que mudou no The Last Shadow Puppets. Turner encontrou um novo jeito de cantar e Kane agora tem aquele 1% vagabundo.

Se no primeiro álbum nossos heróis pareciam estar marchando para a batalha com riffs galopantes, em Everything You’ve Come to Expect eles parecem estar no pôr do sol com algum cocktail barato na mão. Há uma aura cinematográfica — que pode ser vista nos clipes já lançados — nas melodias. As cordas ouvidas em The Age of Understatement continuam lá, mas de forma mais suave, quase lisérgica.

Este é um daqueles discos para se ouvir sem pressa, na ordem em que foi concebido*. Lançado hoje nas mais diversas mídias, muito provavelmente o álbum será figurinha carimbada em listas com os melhores discos de 2016.

Everything You’ve Come to Expect não é exatamente o que eu esperava. É muito, muito melhor.

*Ouvi-lo ao pôr do sol, na praia, tomando uma dose de caipirinha, será considerado bônus.


Faça parte do meu grupo fechado de dicas por e-mail. É grátis!

27 anos, catarinense, escritor, empreendedor, growth hacker, guitarrista frustrado, marido da Laís. Eleito pelo LinkedIn como o terceiro brasileiro mais influente da rede em 2016. Sócio do Crush Design — uma das 100 startups mais inovadoras do estado de Santa Catarina.

  • TLSP é um dos projetos paralelos mais legais existentes. Já era fã do Turner no Arctic e nessa pegada dele achei que ficou até melhor. Quando soube da volta fiquei empolgado em saber como estaria o ‘som’ de ambos e como dito no texto houve um amadurecimento considerável.

    • Opa, obrigado pela participação! Realmente, eles chegaram em outro nível. Estou ouvindo o disco à exaustão desde o lançamento.

  • Muito bom post !