Comprei esse vinil na famosa loja de discos novaiorquina Rebel Rebel Records. Paguei uma pechincha: US$18,00 num clássico que custa quase R$200,00 no Brasil. O dono da loja nos disse que tem vários clientes brasileiros (por que será?), mas o que mais me chamou a atenção foi a história compartilhada por ele. John (não lembro o nome dele, irei chamá-lo de John) nos contou que certa vez passou suas férias no Brasil, em Salvador. Gostou do país, mas achou os preços exorbitantes. Seus únicos souvenirs foram uma camiseta da cidade e uma cerveja.

Com o dólar na casa dos R$3,00, talvez seja a hora do nosso amigo voltar a nos visitar, já que com o real desvalorizado desse jeito, provavelmente demorarei alguns anos para retornar a Rebel Rebel.

Segue o jogo.

28 anos, catarinense, escritor, empreendedor e freelancer em marketing digital. Eleito pelo LinkedIn como o terceiro brasileiro mais influente da rede em 2016. Escreve também no HuffPost e no Transformação Digital.