Alguns fatos dessas eleições que mostram que ele nunca passou de um anão:

– Em SP, Russomanno, Tiririca e Marco Feliciano foram os deputados federais mais votados. Sim, os paulistam escolheram esses caras para nos representarem em Brasília. Valeu, galera! . Ainda teve Alckmin reeleito governador no 1º turno, José Serra senador e Maluf só não está nesta lista porque é ficha suja – teve 240 mil votos.

– No RJ, Jair Bolsonaro e Clarissa Garotinho – filha de Anthony Garotinho, que por pouco não foi para o 2º turno na disputa pelo governo do estado – foram os deputados federais mais votados, e unem-se aos citados acima para defenderem nossos interesses na capital federal.

– SC reelegeu Colombo e seu pacto pela segurança. Já vimos algumas mudanças, até às 23hrs de hoje, não tivemos toque de recolher.

– No vizinho RS, o deputado federal mais votado, que engrossa a lista já citada, foi Luiz Carlos Heinze. Segundo ele, “quilombolas, índios, gays e lésbicas são tudo que não presta”.

– AL superou-se. Elegeu Collor – aquele mesmo – para uma vaga no Senado. E adivinhem quem governará o estado? Renan Filho. Filho de quem? Renan Calheiros.

– E o que falar da eleição presidencial? Teremos um 2º turno entre um partido que está há 12 anos no poder contra seu antecessor que ficou por 8 anos.

Fiquem à vontade para adicionarem mais fatos como estes nos comentários.

Os protestos de junho de 2013 serviram para as pessoas tirarem belas selfies para seus perfis no Instagram. E só.

27 anos, catarinense, escritor, empreendedor, growth hacker, guitarrista frustrado, marido da Laís. Eleito pelo LinkedIn como o terceiro brasileiro mais influente da rede em 2016. Sócio do Crush Design — uma das 100 startups mais inovadoras do estado de Santa Catarina.